© 2023 by JACK SMITH PHOTOGRAPHY.

 Proudly created with Wix.com

  • w-facebook
  • w-flickr

KODAK

Kodak é um solo com classificação livre, uma dança em frames, um toyart coreográfico, uma peça analógica sobre uma era digital. Em cena, mais de 100 caixas de arquivo coloridas constroem um mundo de plástico onde nada é feito para durar. Movimento e coreografia entrecortados de um Stomotion ao vivo que bota o Godzilla e Homem de Ferro pra rebolar.

Clique aqui e leia uma crítica sobre o espetáculo.

  • YouTube-icon.png
  • YouTube-icon.png

Concepção, direção e performance: Neto Machado / Iluminação: Fábia Regina / Som: Rodrigo Lemos e Leo França / Colaborações na criação: Cândida Monte, Ellen Mello, Fábia Regina, Leo França, Jorge Alencar / Uma co-produção de: Expressão Gestão e Produção Cultural e Dimenti Produções Culturais

DESASTRO

  • YouTube-icon.png
  • YouTube-icon.png
  • Facebook Social Icon

Na peça Desastro, é como se os personagens de Star Wars dançassem ao som de David Bowie num episódio dos Power Rangers.

Voltada principalmente para os adolescentes, Desastro é uma coreografia neon, um ideia de futuro congelada no passado, um universo de excentricidade espacial, um universo construído a partir de um vômito de luz.

Desastro é tão apoteótico quanto um strobo forjado pela mão no interruptor do quarto. Uma peça toda ao som de versões do hit "Space Oddity" de David Bowie.

Concepção e direção: Neto Machado / Criação e performance: Bernardo Stumpf, Daniella Aguiar, Jorge Alencar, Jorge Oliveira e Neto Machado / Composição original e arranjo vocal: Yuri Alencar / Edição de som e trilha: Bernardo Stumpf / Concepção de Luz: Fábia Regina / Figurino: Elenco e Neto Machado / Artistas colaboradores nas residências: Elisabete Finger, Jorge Alencar, Leo França, Sandro Amaral e Thiago Granato / Uma co-produção: Expressão e Dimenti / Direção geral de produção: Cândida Monte e Wellington Guitti / Direção de produção Salvador: Ellen Mello / Realizado em parceria com Aspart

Agora se mostra o que não está aqui

Um solo construído como um jogo de perguntas e respostas que levam a plateia a se dividir em grupos conforme suas escolhas. O que eu escolho me marca, me mostra, me revela, me une, me individualiza, me agrupa, me separa, me esconde. Apresentado em mais de 50 eventos no Brasil, além da Espanha e Alemanha.

  • YouTube-icon.png
  • YouTube-icon.png

Uma peça de/com:  Neto Machado / Colaborações: Couve-flor minicomunidade artística mundial, Caca Bordini, Juliana Adur

Solução para todos os problemas do mundo

Como num zapping brusco por canais de televisão, essa peça busca novas referências e formas de comunicação o tempo todo. As cenas funcionam tal qual uma edição de vídeo, numa corrente de ações que não necessariamente prevem a ação seguinte. O título/merchandising é a tradução de todos os slogans num único. Problemas precisam de soluções, e é necessário pagar por elas.

 

Então, solta o play e: Tome Opinião!

  • Vimeo Social Icon

Concepção: Stéphany Mattanó / Pesquisadores: Cândida Monte, Neto Machado, Stéphany Mattanó / Direção e em cena: Neto Machado e Stéphany Mattanó / Participação especial: Cândida Monte / Produção: Cândida Monte/ Iluminação (criação e operação): Fábia Regina

Edital

Um espetáculo travestido de palestra, um artista/produtor travestido de produtor/artista, um gay travestido em uma torcida organizada de futebol, um gordo careca que é cover de Alcione e Zacarias. Numa estética caótica entre laptop, impressora, fios, projetor e alguma dispersão, "Edital" traz a produção executiva para dentro da caixa preta e a transforma em produção artística.

 

  • YouTube-icon.png

Direção: Neto Machado, Leonardo França e Fábio Osório Monteiro / Em cena: Fábio Osório Monteiro / Uma Produção: Dimenti Produções Culturais

Infiltrações

  • Vimeo Social Icon

Uma performance pra espaço público que testa criar novas noções de tempo pra quem convive naquel espaço.  A partir de uma observação engajada em um contexto específico, chegamos a mapas e roteiros, a ações quase possíveis e pactos de visibilidade que criam e propõem uma situação instaurada numa fresta do cotidiano. Uma quebra de tempo, de permanência, de cor, de forma. Uma falha. Uma previsão, uma ação, uma conspiração, uma ficção, um feitiço. Uma impressão, uma dúvida, um déjà vu.

Leia mais aqui.

L

 Concepção e Direção: Neto Machado, Elisabete Finger e Ricardo Marinelli / Já estiveram em cena nesse projeto: Elisabete Finger, Neto Machado, Ricardo Marinelli, Mariana Batista, Flávia Costa, Israel Becker, Sabrina Fernandez, Juliana Alves, Mariana Batista, Ronie Rodrigues, Leo Fressato, Gustavo Bitencourt, Sabrina Fernandez, Wellington Guitti, Luís Miguel Félix, Thiago Granato, Inês Lopez, Sandro Amaral, Youness Atabane, Thaís Mennsitieri, Fernanda Beling, Thulio Guzman, Olga Lamas. 

Engarrafados

Engarrafados tem como poética/estética inspiradora a obra do escritor e cineasta Valêncio Xavier (suas imagens, seu hibridismo e seu posicionamento crítico). Um espetáculo cuja dramaturgia é gerada na relação entre imagem – texto – ator – cena – público. A peça conta a história de duas pessoas que se encontram e decidem viver uma relação fictícia por 60 min.

 

Leia uma crítica do espetáculo aqui.

Concepção: Cândida Monte / Direção: Neto Machado e Cândida Monte / Em cena: Eduardo Simões e Talita Dallmann / Uma Produção: Expressão.

Peça de Pessoa, Prego e Pelúcia.

Produzida em conjunto pelos artistas do Couve-Flor minicomunidade artística mundial, esta peça estava interessada no universo bizarro das criaturas/personagens desenvolvidas por Tim Burton. Um mundo no qual o normal é ser diferente. Quatro seres vivem nesse mundo de pessoa, prego e pelúcia, cada qual com sua normal estranheza.

 

Um trabalho de e com: Neto Machado, Cândida Monte, Elisabete Finger, Gustavo Bitencourt, Ricardo Marinelli. / Colaboração Dramaturgica: Jorge Alencar / Produção: Wellington Guitti. / Objetos de Cena: Amábilis de Jesus / Conceito Visual: Juliano Monteiro e Gustavo Utrabo / Design de Luz: Fábia Guimarães C

 

Mood

G                              Em7          C          D                  G                Em7 

A       temporary        state  of          mind              or            feeling.

 

Um solo que foi apresentado uma única vez. Um solo sobre ser monstro, sobre ser um modo temporário de ser. Unphotographable.

Eu escuto Ella Fitzgerald. Vejo filme de monstro. Me refiro a Self Unfinished. Adoro Wong Kar Wai. E pisco.

1/3

Uma peça de e com: Neto Machado / Design de Luz: Fábia Regina / Produção: Ricardo Marinelli e Welligton Guitti / Realização: Couve-Flor minicomunidade artística mundial e SELO – Gestão e Produção Cultural.

Mobiliário Urbano

Mobiliário urbano é um objeto projetado para logradouros públicos, pensado para corresponder às necessidades do ambiente urbano. Nesta peça, pensamos o corpo como mobiliário urbano, o corpo de cinco pessoas que dançaram dança de rua por dez anos, tomaram rumos distintos, e atualmente pensam sobre o que seria uma arte contemporânea.

Concepção: Neto Machado / Criação e performance: Neto Machado, Cândida Monte, Juliano Monteiro, Thalita Vallin e Tom Reikdal / Iluminação: Fábia Regina /  Trilha original: Isaac Varzin / Produção: Ana Cavalli / Videos: Marta Cavalcante